Campeonato Paulista

Dorival começa a cavar sua própria cova

Aos 54 anos, 35 deles dedicados ao futebol profissional, Dorival Júnior tem bagagem suficiente para saber como a banda toca nos grandes clubes do país. É simplesmente impossível ignorar resultados, sobretudo quando as ideias implantadas são absurdas e não dão sinais de que funcionarão a médio prazo – caso da insana proposta de jogar com apenas um zagueiro.  Embora uma corrente politicamente correta da imprensa peça que dirigentes tenham mais paciência com alguns técnicos, na Vila Belmiro o clima começa a pesar para Dorival. Não defendo sua saída – até porque ele tem, sim, seus méritos à frente do Santos –, mas sua obsessão por esquemas supostamente inovadores  e por tentar adaptar o que é feito na Europa pode abreviar sua segunda passagem pela Vila. Na mesma semana, Dorival fez tudo errado em duas oportunidades. Depois de um segundo tempo pífio contra o São Paulo, ele bancou sua linha de…

Opinião

Inversão de valores: Lucas Lima não merece ser apontado como vilão

A torcida do Santos escolheu o Lucas Lima como vilão na derrota por 3 a 1 contra o São Paulo. Li que uns idiotas tentaram invadir o vestiário para cobrar “mais vontade” de um atleta que faz o que nenhum outro meia do futebol brasileiro consegue. Lucas Lima carrega o meio-campo do Santos nas costas há muito tempo. Vai sempre à frente da zaga, recolhe a bola e entrega com qualidade lá na frente. Joga nas duas intermediárias, acerta passes brilhantes e, em um dia bom, parece ter a bola colada no pé esquerdo. É o verdadeiro motor do time, embora muitos falem do Renato. Não sei exatamente o que tanto irrita a torcida do Santos quando o assunto é o Lucas Lima. É o cabelo descolorido? A fama de marrento? A vontade de jogar na Europa e ganhar dinheiro? O fato é que, sem ele, esse time perde muito….

Campeonato Paulista

Dorival afunda o Santos no clássico

Quem viu os 30 primeiros minutos do San-São teve a sensação de que o Santos construiria uma vitória fácil. As pedaladas desconcertantes de Vitor Bueno em Buffarini, o oportunismo de Copete, as jogadas bem trabalhadas da equipe alvinegra entre o meio-campo e o ataque e a inofensividade do ataque do São Paulo, com Neilton apagado e Gilberto sem receber bons passes, pareciam indícios de que o Peixe levaria a melhor novamente sobre o rival. Só pareciam. O domínio santista começou a desmoronar por volta dos 35 minutos da etapa inicial, quando Zeca – que, até então, fazia boa partida, caindo pelo meio e participando da criação de jogadas – cometeu um pênalti extremamente infantil sobre Gilberto. O excelente Cueva, preciso na cobrança, só deslocou Vladimir antes de provocar a torcida santista e desestabilizar os donos da casa, principalmente Thiago Maia, irritadíssimo com o gesto do peruano. A partir do gol…

Campeonato Paulista

5 razões que tornam o San-São desta quarta um jogo interessante

1. O PRIMEIRO GRANDE TESTE DA TEMPORADA O San-São desta quarta-feira deve ser encarado pelo grupo alvinegro como o primeiro grande teste da temporada. Enquanto o São Paulo vem de uma vitória expressiva diante de uma equipe da elite nacional, a Ponte Preta, o Santos enfrentou dois adversários fraquíssimos, Kénitra e Linense, e oscilou bastante contra o Red Bull, que ofereceu resistência em um jogo movimentado. Do meio-campo para o ataque, o Santos agrada. Além do volume interessante de criação de jogadas, são muitas as opções ofensivas à disposição de Dorival. Não foi à toa que o time balançou as redes 14 vezes em três partidas. Na defesa, a situação é diferente. Cleber, provável titular, ainda não estreou, Lucas Veríssimo vem mal e o departamento médico está cheio de zagueiros. Pairam muitas dúvidas sobre o setor. Como se comportará a defesa contra um time mais forte? Yuri não deixa o jogo…