Tecnologia

Startup brasileira pode levar internet para áreas remotas através de balões

startup brasileira pode levar internet a áreas remotas através de baloes

Uma Startup Brasileira apresentou um serviço que pode levar internet para áreas remotas do país através de balões.

Inspirados pelo Projeto Loon do Google, dois jovens engenheiros do interior de São Paulo criaram uma startup que oferece soluções de conectividade com o uso de balões. O projeto está ganhando visibilidade e reconhecimento de empresas internacionais.

“O balão tem 3 flexibilidades, a primeira é de altura, a segunda é a forma de instalação e a terceira é que você pode instalar diversos tipos de tecnologia nele.” Diz um dos fundadores da Startup brasileira. (Olhar digital)

O balão pode carregar até 35 kilos e tem autonomia muito superior à de drones por exemplo. Eles podem ser utilizados para levar internet para áreas remotas de difícil alcance como é a ideia do Projeto Loon do Google, mas também pode servir para outros meios. Ao instalar câmeras de alta definição por exemplo, eles podem ser utilizados para monitorar fronteiras, auxiliar no combate a incêndios, podem transmitir sinal de rádio, entre outras funções.

Confira a reportagem do Olhar Digital sobre o projeto.

Mais sobre o Projeto Loon

O Projeto Loon, foi apresentado em 2013 pelo Google. Ele utiliza tecnologia experimental de acesso à internet por meio de balões que voam carregados pelo vento que atingem altitude duas vezes maior do que aquela em que voam os aviões comerciais.

Estações que ficam no solo se conectam à infraestrutura local de internet e enviam sinais aos balões. Juntos, os balões formam um tipo de rede de comunicação no céu.

Para ter acesso ao sinal, as pessoas precisam instalar uma antena especial de internet que é capaz de enviar e receber sinais dos balões que sobrevoam a área.

Os balões do Projeto Loon têm um diâmetro de 15 metros. Eles são feitos de um plástico muito fino com três milímetros de espessura e são de material biodegradável. Acompanham um painel solar que fornece energia para os sistemas eletrônicos, uma caixa no qual inclui rádios, antenas, um computador de voo e um sistema de controle de altitude. (G1)

O acesso a internet pode possibilitar aos hospitais locais enviarem exames para análise em outras cidades, aprimorar empresas, dar acesso a conteúdos e cursos online para as escolas da região, ou seja, é um projeto que pode ajudar áreas remotas a se desenvolverem com o uso da tecnologia.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *