Aposentadoria por invalidez

Aonde chega a desumanidade nas perícias médicas

Conforme falamos nas últimas semanas, o “arrastão pericial” atingiu o cume da maldade convocando aposentados por invalidez há mais de cinco anos, e distribuindo “altas” sem observar minimamente a realidade de cada um e as condições de retorno ao trabalho.

A extinção destas aposentadorias por invalidez custam não apenas o pagamento por parte do INSS, de dezoito meses com redução, mas também a recolocação dos trabalhadores nas empresas empregadoras. Se a invalidez decorreu de acidente do trabalho e seus assimilados, ainda cabe a garantia de emprego por doze meses. E, de qualquer forma, ao despedir o inválido retornado, são devidas as verbas rescisórias, inclusive os 40% sobre o valor do FGTS, mesmo que tenha sido sacado na concessão da invalidez. Portanto, no campo do direito trabalhista a confusão não será pequena. Parece que é exatamente o que pretende o atual desgoverno.

Sempre vale destacar algumas ocorrências que infelizmente são reais. Determinada a alta do mecânico de grande oficina, aposentado por invalidez em razão de um grave câncer no sistema digestivo, que resultou em carregar um saco acoplado à sua barriga, coletando para sempre suas fezes. “Afinal, afirma o tecnocrata, a tecnologia permite que ele tenha uma vida absolutamente normal”; manuseando suas necessidades em condições absolutamente indevidas. Porém, mais vergonhoso ainda é o caso da faxineira que perdeu os seios, em razão de um câncer, e assim, carrega dores e dificuldades para a realização de seu ofício. Pois foi também considerada apta para o trabalho, apesar de aposentada por invalidez há quase dez anos, e o jocoso comentário do “estatístico”, apenas consolida a falta de vergonha: “Se ainda fosse uma atriz pornô, aí sim, teria inaptidão para o trabalho…”



2 comments

  1. Miro Tuan

    BOA TARDE, DR SÉRGIO LAMENTÁVEL TAIS ALTAS. QUE OS PREJUDICADOS RECORRAM A JUSTIÇA O MAIS BREVE POSSÍVEL E BOA SORTE PARA OS CASOS SERÃO REVERTIDOS APÓS NOVA PERÍCIA JUDICIAL QUE É MAIS HUMANA.
    ABRAÇO

  2. ANTONIO

    BOM DIA

    GOSTARIA DE ACREDITAR QUE A PERÍCIA JUDICIAL SERIA MAIS HUMANA, MAIS DEPOIS DE PASSAR POR UMA A POUCO MAIS DE 20 DIAS, FICOU VISÍVEL QUE OS MÉDICOS INTITULADOS PERITOS, INDEPENDENTE DE SEREM DO INSS OU DESIGNADOS POR JUÍZES, SÃO TOTALMENTE DESUMANOS, CONTRARIANDO PRINCÍPIOS BÁSICOS DE RESPEITO E JUSTIÇA, APENAS BENEFICIANDO OS MAIS PODEROSOS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *