Futebol

Eu voto em Marlone para o Prêmio Puskas. Mas cadê o Neymar nessa final, dona Fifa?

A Fifa é dose pra leão. Conseguiu deixar o gol mais bonito de 2016 fora da decisão do Prêmio Puskas, que ocorre nesta segunda-feira (9) na Suíça. Como só é possível escolher, neste momento, entre o brasileiro Marlone, a venezuelana Daniuska Rodriguez e o malaio Mohd Faiz Subri, eu fico com o corintiano, pois a construção da jogada é de tirar do chapéu, assim como o voleio dado pelo meia. Um espetáculo. Mas, seja sincero: você consegue entender como o golaço de Neymar contra o Villarreal foi excluído da lista final? Eu não e, por isso, publico os gols finalistas e, claro, a obra de arte do camisa 11 do Barcelona, pra mim a campeã moral deste prêmio.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *