Futebol

Mandar Ney Franco embora não resolve a vida do São Paulo

A derrota por 2 a 1 para o Arsenal de Sarandí não estava nos planos do São Paulo, mas cogitar a demissão do treinador Ney Franco não vai ajudar em nada o Tricolor do Morumbi a alcançar o objetivo mais palpável agora: se classificar às oitavas de final da Copa Libertadores da América, nem que seja aos trancos e barrancos. Falar em Mano Menezes ou Paulo Autuori chega a ser uma bobagem neste momento. O São Paulo está aquém do que pode produzir? Sim. Nem mesmo Ney Franco ousa ir contra essa corrente. Mas a situação do Grupo 3 não chega a ser desesperadora e o time brasileiro tem tudo para superar o mau momento. Quanto se apela para a matemática na hora de se comentar as chances de qualificação, fica evidente que alguma coisa saiu do lugar. Contudo, os números ajudam o Tricolor, tenha certeza. Hoje, o Atlético Mineiro…

Futebol

Quer emoção? Então fale com os argentinos

A fórmula de disputa é simples, porém estranha. Turno único e chega. As torcidas celebram dois campeões nacionais por ano e existe a banalização do maior troféu do país. Para piorar, o cálculo feito para definir os rebaixados é patético, pois leva em conta a média de pontos em três anos e obriga os torcedores a frequentarem estádios com calculadoras nas mãos. Existe um campeonato assim no mundo? Sim! Agora joga tudo isso num caldeirão imaginário, misture bem, adicione dinheiro do governo federal e você terá como resultado final o que acontecerá no próximo sábado e domingo na Argentina. Com grana pública sendo usada para manter em dia o futebol, estádios acanhados e falhas nos regulamentos. Mesmo assim, o país inteiro estará de olho nos jogos e diante de televisores e rádios. Hora da final! O Campeonato Argentino experimenta neste final de semana uma sensação única de sucesso e dever…

Futebol

Treinador do Manchester City dá piti na hora errada

Existem pessoas que, apesar de toda a boa vontade, não têm perfil para liderar uma equipe na hora da decisão. A cada temporada que passa, o treinador do Manchester City, Roberto Mancini, mostra ser este tipo de sujeito. Ele é camarada, conversa com seus atletas na boa e sabe armar os times. Mas quando o calo aperta, sai de perto porque ele dá piripaque. O Campeonato Inglês estava nas mãos do Manchester City. Logo de cara, enfiou um 6 a 1 sem precedentes sobre o rival Manchester United. Disparou na ponta, depois perdeu o fôlego para – na sequência – brigar cabeça a cabeça com o rival da cidade pela liderança da tabela. Mas, de março para cá, o time parou e o United agora tem 8 pontos de vantagem. Com 18 pontos em disputa, pode-se dizer sem medo de errar que a temporada está decidida e o City perdeu…

Futebol

Van Persie, o monstro!

O destaque do sábado nos gramados europeus foi Robin Van Persie. O holandês que veste a camisa 10 do Arsenal deu show em campo, balançou as redes três vezes e derrotou o Chelsea praticamente sozinho por 5 a 3 em Londres. Quando digo que foi sozinho, pode acreditar. Afinal, a zaga do Arsenal fez de tudo para entregar o jogo ao sofrer três gols estranhos. André Santos, que deveria marcar, não marcou ninguém. Já o atacante marfinense Gervinho apenas se deu ao trabalho de perder gols feitos e nada mais. Se não fosse o holandês em campo, dificilmente o Arsenal sairia com a vitória. A expectativa geral é de que os 5 a 3 possam marcar de vez a recuperação da equipe treinada por Arsène Wenger, depois de um início de temporada ridículo, com as saídas de Fabregas e Narsi, além da goleada vexatória sofrida diante do rival Manchester United: 8…