Medicina Integrativa e Complementar

Ioga, prática milenar para a saúde

O Ioga faz parte de uma sabedoria milenar e um conjunto de conhecimentos de cerca de 5 mil anos de tradição. Ioga busca a harmonia do corpo com a mente e a respiração, utilizando técnicas de respiração ou pranayamas, posturas que são os ásanas e práticas de meditação. Na prática o Ioga funciona como uma meditação ativa ou em movimento com benefícios para a saúde como um todo, física e mental. O significado em sânscrito da palavra Ioga (Yuj no original) significa unir, união, a reunião do corpo e da mente, com a finalidade de ampliar a percepção do presente, do agora. O Ioga quando orientado por um profissional capacitado pode contribuir para a melhora das dores, musculares, articulares, e nas costas, por agir no alongamento, relaxamento e fortalecimento muscular, correção da postura, redução da inflamação e tensão muscular, melhora do quadro de ansiedade e estresse, melhora da circulação e…

Atualidades

Fitoterapia, qual o benefício do uso das plantas e produtos naturais? Parte 2: exemplos de plantas medicinais

No post anterior falamos sobre a fitoterapia e suas indicações. Agora daremos exemplos de fitoterápicos utilizados e seus efeitos terapêuticos. Allium sativum é uma das mais utilizadas e principais plantas medicinais da humanidade, geralmente na forma de temperos na alimentação, também em infusões e como chás. O alho atua na redução dos valores do colesterol, é um expectorante natural, antisséptico e aumenta a imunidade.  Também tem ação no alívio dos problemas circulatórios. O alho tem grandes quantidades de vitaminas, especialmente as A, C, B1 e B2. Também possui minerais, especialmente o enxofre e o iodo. O cheiro forte e característico do alho vem da alicina. Algumas pesquisas indicam que o alho estimula a imunidade e tem efeitos no tratamento do câncer, principalmente quando consumido cru. Os cuidados em sua utilização são para pessoas que sejam alérgicas, e tenham gastrite, úlcera péptica gastrointestinal, hipoglicemia e pressão baixa. Por sua propriedade antiagregante…

Atualidades

Fitoterapia, qual o benefício do uso das plantas e produtos naturais? Parte 1: o que é a fitoterapia

A fitoterapia é o estudo e a utilização das plantas medicinais, de produtos fitoterápicos, chás e medicamentos fitoterápicos para o tratamento de doenças. A palavra fitoterapia vem do grego therapeia = tratamento e phyton = vegetal e a fitoterapia tem sua origem em vários povos e culturas de maneira independente, como por exemplo na China, cuja história de sua utilização tem cerca de 3000 anos. Existe uma importante diferença, que deve ser sempre esclarecida entre plantas medicinais e produtos fitoterápicos com os medicamentos fitoterápicos. As plantas, os chás e os produtos fitoterápicos não são medicamentos, não podem ter indicação terapêutica para doenças específicas, contém plantas medicinais em sua fórmula, e somente devem comprovar sua tradição e boas práticas de manipulação com constância de qualidade, mas não são exigidos testes clínicos. Já os medicamentos fitoterápicos tem como matéria prima as plantas com propriedades medicinais. Os ativos vegetais são extraídos das plantas…

Alerta Saúde

Celulite e estrias. Como evitar?

A celulite, ou lipodistrofia ginóide, acontece devido a um depósito de gordura sob a pele, causando um aspecto ondulado semelhante à casca de laranja, principalmente em áreas do corpo nas quais a gordura sofre a influência do hormônio feminino estrógeno, como as nádegas, quadris e coxas, além das mamas, braços e abdome. A gordura que fica sob a pele se deposita em feixes verticais, os quais são separados por regiões de fibrose. Esse conjunto permanece conectado entre a pele e a musculatura sob a pele, formando o aspecto característico da celulite, tão indesejado esteticamente pelas mulheres. Já as estrias são uma atrofia da pele que ocorre quando as fibras elásticas e colágenas, que são responsáveis pela sustentação e firmeza da pele, se rompem, o que causa as cicatrizes. Esse rompimento pode ser causado pela distensão da pele devido ao ganho excessivo e rápido de peso, à ação hormonal, ao crescimento…

Comportamento e Saúde

A Meditação deve ser prática complementar no tratamento da ansiedade e da depressão

Desde a década de 60 com os estudos do Dr. Herbert Benson da Faculdade de Medicina da Universidade de Harvard, temos conhecimento que a meditação elicia a conhecida “resposta de relaxamento”, tanto física, o relaxamento muscular, quanto mental, que é o relaxamento da “lógica”, do pensamento ou da mente. Durante e após a prática da meditação ocorre o relaxamento muscular, a diminuição da atividade mental e o equilíbrio emocional, que também é consequência da redução dos hormônios do estresse como a adrenalina e o cortisol. Quando meditamos conseguimos reduzir e até zerar o grau de ansiedade e estresse, e consequentemente os sentimentos e as emoções se aquietam e podemos estar mais conectados com o momento presente. Também ocorre a melhora da atenção e do foco, melhorando a produtividade e reduzindo o risco de acidentes de trabalho, além de melhorar o desempenho em provas e concursos que exigem a presença de…