Alerta Saúde

Chás naturais: veja seu uso para a saúde! Parte 2

No primeiro post sobre chás naturais comentamos sobre os riscos do uso de chás que devem ter controle de qualidade apesar de não serem submetidos a testes clínicos. Algumas plantas possuem alegadas propriedades que aumentam a imunidade, chamadas imunoestimulantes, melhoram sua performance na detecção e ação contra microorganismos invasores e modulam a resposta autoimune, que se encontra alterada quando desenvolvemos anticorpos que desencadeiam doenças que agridem e afetam nossos próprios órgãos e sistemas. Todas as ervas que são ricas em nutrientes, antioxidantes e flavonóides têm propriedades antiinflamatórias, melhoram o funcionamento do organismo, estimulam o metabolismo e, consequentemente, a imunidade. Vários fitoterápicos na forma de chás podem colaborar para o aumento da imunidade. O limão e a acerola são ricas em vitamina C e auxiliam a aumentar a imunidade favorecendo a atuação do sistema imune. O verbascum  atua como expectorante e alivia os sintomas dos resfriados. A equinácea purpurea, ou angustifolia, tem efeito…

Alerta Saúde

Chás naturais, conheça o uso para a saúde! Parte 1

Apesar de serem altamente divulgados e utilizados, devemos ter muito cuidado com a utilização de chás naturais e plantas ditas medicinais. As plantas medicinais, das quais são feitos os chás e os produtos fitoterápicos não são medicamentos. Elas não podem ter indicação terapêutica para doenças, devem comprovar sua tradição e boas práticas de manipulação com constância de qualidade, porém para elas não são exigidos testes clínicos. Por outro lado um medicamento fitoterápico deve seguir, segundo a ANVISA, a mesma regra das drogas e medicamentos sintéticos. Deve passar pelas etapas de testes clínicos de segurança e eficácia, tem indicação terapêutica, bula, vendido com receita ou como medicamento fitoterápico isento de prescrição. O risco é que como não são exigidos testes clínicos para os chás e para as plantas medicinais, quando não há uma boa prática de manipulação desta planta medicinal, e se não houver boa qualidade na sua origem e cultivo, muitos…

Atualidades

Fitoterapia, qual o benefício do uso das plantas e produtos naturais? Parte 2: exemplos de plantas medicinais

No post anterior falamos sobre a fitoterapia e suas indicações. Agora daremos exemplos de fitoterápicos utilizados e seus efeitos terapêuticos. Allium sativum é uma das mais utilizadas e principais plantas medicinais da humanidade, geralmente na forma de temperos na alimentação, também em infusões e como chás. O alho atua na redução dos valores do colesterol, é um expectorante natural, antisséptico e aumenta a imunidade.  Também tem ação no alívio dos problemas circulatórios. O alho tem grandes quantidades de vitaminas, especialmente as A, C, B1 e B2. Também possui minerais, especialmente o enxofre e o iodo. O cheiro forte e característico do alho vem da alicina. Algumas pesquisas indicam que o alho estimula a imunidade e tem efeitos no tratamento do câncer, principalmente quando consumido cru. Os cuidados em sua utilização são para pessoas que sejam alérgicas, e tenham gastrite, úlcera péptica gastrointestinal, hipoglicemia e pressão baixa. Por sua propriedade antiagregante…

Atualidades

Fitoterapia, qual o benefício do uso das plantas e produtos naturais? Parte 1: o que é a fitoterapia

A fitoterapia é o estudo e a utilização das plantas medicinais, de produtos fitoterápicos, chás e medicamentos fitoterápicos para o tratamento de doenças. A palavra fitoterapia vem do grego therapeia = tratamento e phyton = vegetal e a fitoterapia tem sua origem em vários povos e culturas de maneira independente, como por exemplo na China, cuja história de sua utilização tem cerca de 3000 anos. Existe uma importante diferença, que deve ser sempre esclarecida entre plantas medicinais e produtos fitoterápicos com os medicamentos fitoterápicos. As plantas, os chás e os produtos fitoterápicos não são medicamentos, não podem ter indicação terapêutica para doenças específicas, contém plantas medicinais em sua fórmula, e somente devem comprovar sua tradição e boas práticas de manipulação com constância de qualidade, mas não são exigidos testes clínicos. Já os medicamentos fitoterápicos tem como matéria prima as plantas com propriedades medicinais. Os ativos vegetais são extraídos das plantas…