Leve a vida leve

Vale a pena forçar uma situação?



A maioria das pessoas se engana achando que tem o controle das suas emoções. Ou ao menos tentando tê-lo. Claro, é importante que saibamos lidar com as bagagens emocionais que carregamos, mas nem sempre isso é possível. Na tentativa de contê-las, é comum reprimir, esconder, negar ou disfarçar o que sentimos ao invés de demonstrar o sentimento. Agindo assim, não nos permitimos ouvir e conhecer melhor a nós mesmos.

Negligenciar emoções sempre nos leva a um estado de desconforto e insatisfação disfarçada que, se não cuidada, pode se transformar em energia negativa. Pagamos um preço muito alto por isso: cultivar um desconforto nos leva a um desgaste físico e mental. Os sentimentos bloqueados sempre encontram uma saída, mesmo que seja através de um sintoma, obesidade ou uma doença.

Usualmente, quando nos libertamos do pseudo controle de que as coisas aconteçam da forma como desejamos e não como devem acontecer, tudo começa a se acomodar. Assim, os acontecimentos fluem, encontram um sentido de ser e se encaixam naturalmente.

Para aprender a lidar com as emoções faz-se necessário esperar. Permitir-se experimentar, olhar para dentro, se acolher e compreender. É importante, com a ajuda do tempo, não tomar decisões precipitadas diante do inesperado. Não se preocupe com o que ainda não aconteceu, você não tem esse controle.

Por outro lado, é importante considerar que deixar as coisas acontecerem não significa se acomodar ou não se esforçar. Mas sim estar consciente de que existem variáveis que não podemos controlar. A vida muda constantemente e de forma imprevisível, arrastando com ela os nossos planos, os projetos, e inclusive nós mesmos. E nós mudamos com a vida!

Temos que pensar que tudo é temporário e até mesmo o tempo precisa da nossa atenção: a pressa, as obsessões e as exigências que temos com ele podem se voltar contra nós mesmos. Precisamos ter paciência para que o que tem que acontecer, de fato, aconteça.

Portanto, dê um descanso para o seu coração e deixe os acontecimentos fluírem. Muitas coisas irão acontecer como têm que acontecer. Talvez seja o momento de não esconder tanto suas emoções, permitir que elas nasçam espontaneamente sem censura. Não se obrigue, não se culpe, não se force.

Deixe a vida chegar, com as portas entreabertas, com os pés firmes no chão e sem correntes. As prisões nunca foram boas, principalmente aquelas invisíveis que nós mesmos nos colocamos e em seguida esquecemos onde guardamos as chaves. Livre-se das proibições, do medo, da pressão, do controle excessivo das situações. Apenas permita-se e deixe fluir…

Vem comigo e viva leve!



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.